INFORMAÇÕES E SERVIÇOS PARA O CIDADÃO
ADAPI - Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí
Mapa das USAV's
Últimas Galerias de Fotos
FISCALIZAÇÃO JAICÓS
FISCALIZAÇÃO JAICÓS
 
EXIGÊNCIAS ZOOSSANITÁRIAS EXPOAPI.
EXIGÊNCIAS ZOOSSANITÁRIAS EXPOAPI.
EDUCAÇÃO SANITÁRIA
EDUCAÇÃO SANITÁRIA
 
VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AFTOSA 2021
VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AFTOSA 2021
+ Mais Galerias de Fotos...
Doenças e Laboratórios

Doenças de notificação obrigatória


São as doenças constantes da lista da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), além de outras que possam comprometer o rebanho equídeo nacional, a economia, a saúde pública ou o meio ambiente.

Qualquer membro da comunidade deve comunicar, imediatamente, toda suspeita ou ocorrência de doenças de notificação obrigatória à unidade mais próxima do órgão executor das atividades de Defesa Sanitária Animal.

Os esforços para prevenir a introdução de novas doenças no Brasil concentram-se no controle das importações de animais vivos, de material de multiplicação animal e de produtos com potencial de transmissão dos agentes etiológicos.



Informações sobre as principais doenças

 

ANEMIA INFECCIOSA EQUINA (AIE)


– A Anemia Infecciosa Equina (AIE) é uma doença infectocontagiosa crônica de etiologia viral; Notificação e sacrifício/abate obrigatórios; afeta equinos, asininos e muares de qualquer idade e sexo.

Sintomas:

– Doença essencialmente crônica, embora possa se apresentar em fases hiperaguda, aguda e subaguda, anemia, icterícia, depressão, hemorragias petequeais, febre recorrente, edema nos membros e abdômen, perda de peso crônica, Inapetência.

Transmissão:

– Insetos hematófagos (tabanídeos e mosca dos estábulos), material infectado.

Diagnóstico:

– Prova sorológica de Imunodifusão em Gel de Ágar (IDGA)

Controle e erradicação:

– Uso de agulhas e seringas descartáveis; Limpeza de utensílios utilizados nos animais; Isolamento de animais positivos até o sacrifício; Sacrifício ou abate dos animais positivos; Realização de exame de diagnóstico de AIE, para trânsito.

Resultado positivo:

– Encaminhado imediatamente ao Serviço Veterinário Oficial (MAPA e ADAPI); Notificação ao proprietário; Identificação e sacrifício do animal portador; Interdição da propriedade – proibição do trânsito de todos os equídeos até saneamento do foco.


MORMO  


Agente causador:

- Burkholderia mallei; afeta equinos, asininos e muares; é uma zoonose; não existe tratamento; Notificação e sacrifício obrigatórios.

Sintomas:

– Doença de manifestação aguda ou crônica:

Forma nasal: Febre alta, descarga nasal e tosse; Úlcera e nódulos nos membros e abdômen;

Forma pulmonar: Pneumonia crônica; Úlceras nos membros e na mucosa nasal;

Forma cutânea: Úlceras e nódulos nos membros com ou sem secreção amarelada escura.

Transmissão:

– Contato direto com as secreções e excreções dos animais doentes.

Controle e erradicação:

– Sacrifício de animais positivos; Enterro ou incineração dos cadáveres; Desinfecção das instalações; Interdição das propriedades e saneamento do foco; Notificação de qualquer suspeita ao serviço oficial.

Resultado positivo:

– Encaminhado imediatamente ao Serviço Veterinário Oficial (MAPA e ADAPI); Notificação ao proprietário; Identificação e sacrifício do animal portador; Interdição da propriedade – proibição do trânsito de todos os equídeos até saneamento do foco.


LISTA DE VETERINÁRIOS HABILITADOS PARA COLHEITA E ENVIO DE MATERIAL PARA O DIAGNÓSTICO DE MORMO AOS LABORATÓRIOS CREDENCIADOS, DE ACORDO COM A IN MAPA Nº 6/2018



INFLUENZA EQUINA


A Influenza Equina é uma doença viral, altamente contagiosa, sendo em muitos países considerada a enfermidade respiratória de maior importância para a espécie. Afeta equídeos de forma geral não se conhecendo predileção por raça ou sexo. Em geral afeta animais de um a três anos, podendo também ocorrer em qualquer outra idade. O contágio ocorre por meio do contato com as secreções nasais, urina e fezes dos animais contaminados, ou por via indireta, por meio de água, alimentos e objetos contaminados.



Eventos Agropecuários e a Sanidade dos Equídeos


Eventos agropecuários de grande porte aglomeram uma grande quantidade de animais, predispondo-os aos riscos de contaminação por vários tipos de patógenos. A fiscalização destes eventos agropecuários pelos serviços veterinários oficiais tem como objetivo controlar a disseminação das doenças alvo do Programa Nacional de Sanidade dos Equídeos.

A participação dos proprietários de equídeos, por meio da compreensão e cumprimento das normas sanitárias e do correto manejo dos animais, é fundamental para a efetivação dos propósitos do Programa Nacional de Sanidade dos Equídeos.

Exigências para trânsito de equídeos:

- Guia de Trânsito Animal – GTA

- Exame negativo de Anemia Infecciosa Equina – AIE

- Exame negativo de MORMO 

- Vacinação contra Influenza Equina 




LABORATÓRIO CREDENCIADO

Nutrisan Laboratório Animal

Endereço

R. São João - Centro (Sul), Teresina - PI, 64018-500

Contato

(86) 3213-7110

Gerente Técnico

Reginaldo Soares Veloso

Email

reginaldo.veloso@yahoo.com.br

 



Agência de Defesa Agropecuária do Piauí
Rua 19 de Novembro, 1980 - Morro da Esperança
Teresina-PI - CEP 64.002-000 Telefone: (86) 3221-7142